FILME PELÉ ETERNO

FILME PELÉ ETERNO
A prova definitiva de quem é o melhor jogador de sempre

terça-feira, 27 de janeiro de 2015

Mais uma crônica genial de Nélson Rodrigues sobre Pelé

Nota do autor deste blogMais uma crônica genial do Mestre da crônica esportiva brasileira sobre o Rei Pelé, o maior de todos os tempos.E Nélson, conhecedor profundo deste país ingrato e sem memória que é o Brasil, quando escreveu esta crônica em 1959, no último parágrafo já profetizava, já antevia, já previa o que ia acontecer 50 anos depois...e ainda acontece...

"Pelé, colega de Michelangelo, Homero e Dante."
Revista Manchete Esportiva, Anuário de ouro, Edição especial, janeiro de 1959

Nélson Rodrigues, o melhor dramaturgo
e cronista esportivo de todos os tempos
no Brasil.
Amigos, o meu personagem do ano tem de ser um jogador do escrete (nome pelo qual também a seleção brasileira de futebol é chamada) que levantou o Campeonato do Mundo. Mas é um problema catar, num time invicto, imbatível, um jogador que seja, exatamente, o símbolo pessoal e humano desse time e desse escrete. E logo um nome me ocorre, de uma maneira irresistível e fatal: — Pelé.
Olhem Pelé, examinem suas fotografias e caiam das nuvens. É, de fato, um menino, um garoto. Se quisesse entrar num filme de Brigitte Bardot, seria barrado, seria enxotado. Mas reparem: — é um gênio indubitável. Digo e repito: — gênio. Pelé podia virar-se para Miguel Ângelo, Homero ou Dante e cumprimentá-los, com íntima efusão: — “Como vai, colega?”

De fato, assim como Miguel Ângelo é o Pelé da pintura, da escultura, Pelé é o Miguel Ângelo da bola. Um e outro podem achar graça de nós, medíocres, que não somos gênios de coisa nenhuma, nem de cuspe a distância. E que coisa confortável para nós, brasileiros, saber que temos um patrício assim genial e assim garoto!

Pelé, campeão do mundo com
17 
anos e 239 dias (ou oito meses)


Vejam: — dezessete anos! Na idade em que o pobre ser humano anda quebrando vidraças, ou jogando bola de gude, ou raspando perna de passarinho a canivete, Pelé torna-se campeão do mundo. Estava lá um rei, Gustavo, da Suécia. E viu-se, então, essa coisa que estaria a exigir um verso de Camões: — o rei desceu do seu trono e foi cumprimentar, foi apertar a mão do menino Pelé. Então, pergunto: — que experiência real teria o menino de cor? Havia de conhecer, no máximo, rei de baralho ou o Rei Patusco do gibi. Gustavo foi o primeiro rei autêntico que lhe mostrou os dentes num soberano sorriso.

Eu sei que, na recepção ao escrete, houve quem rosnasse por aqui: — “Estão exagerando! Já é demais.” Está claro que não era demais, era de menos. Mas o brasileiro é assim mesmo. Em 1950, quase houve um suicídio nacional quando não fomos campeões do mundo. Éramos, todos nós, brasileiros, uma nação que quase toma formicida. Pois bem: — e em 58, ao conquistarmos o título, eis que houve, aqui, um hábito instantâneo à glória jamais imaginada. O nosso pileque cívico durou até o desembarque. Já no dia seguinte, porém, havia os descontentes, os fartos, os saturados.

Um conhecido meu veio protestar: — “Pelé não pode ser craque! Com dezessete anos, ninguém pode ser craque!” Na minha cólera, tive vontade de subir pelas paredes como uma lagartixa profissional. Mas o meu consolo foi que, ao mesmo tempo, saía no Paris-Match, que é uma revista mundial, uma vasta, erudita e compacta reportagem sobre Pelé. Lá vinha escrito: — “Pelé, rei do Brasil.” Enquanto, aqui, o brasileiro achava exagerado o próprio entusiasmo, uma revista parisiense punha o garoto brasileiro nas nuvens. Direi mais: — Paris-Match comportava-se diante de Pelé com a histeria de uma macaca de auditório.

Mas o que impressionou, na reportagem, foi a mentira que a entupia, de cabo a rabo. Nunca se mentiu tanto em seis páginas de revista! O repórter escrevia, por exemplo, que, na sua euforia ululante, o Brasil dera o nome de Pelé a ruas, praças e obeliscos. Então, eu concluí que, apesar de todo o seu passionalismo, a imprensa brasileira ainda é das mais sóbrias e das mais contidas. Aqui, nenhum jornal, nenhuma revista teria o descaro de inventar reis, de inventar fantásticas homenagens nacionais.

Não que Pelé e, de resto, todo o escrete não as merecessem. Por meu gosto, confesso: — eu teria enfiado no peito de Pelé a própria Legião de Honra. Mas é que o brasileiro não é disso. Sim, amigos: — o brasileiro reage ao bem que lhe fazem com uma gratidão amarga e quase ressentida. Que fez o escrete? Deu-nos a maior alegria de nossa vida. Tornou qualquer vira-lata em campeão do mundo. Mas a nossa gratidão logo secou como uma bica da Zona Sul. Tratamos de esquecer a jornada estupenda.

Mas eu vos digo: — “esquecer” não é bem o termo. Ou por outra: — o brasileiro pode “esquecer” da boca para fora. Mas na verdade um Pelé é inesquecível. Insisto: — apesar de toda a nossa ingratidão, Pelé é imortal. E por isso, porque ninguém pode enxotá-lo da nossa memória, eu o promovo a meu personagem do ano.

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Pelé - Documentário Semi-Completo do CANAL 34 do México

Este é um documentário produzido pelo Canal 34 da TV Mexiquense, do México, 
falado em espanhol e que conta com depoimentos de alguns dos melhores jogadores da história do futebol como Rivelino, Bobby Moore, Carlos Alberto Torres, Bobby Charlton e Tostão.

Documental que repasa la carrera y la vida de Pelé, 
considerado por muchos el mejor jugador de la historia del futbol. 
Entre muchos de sus records y logros, 
Pelé es el único jugador en la historia en ganar 3 Campeonatos del Mundo.

segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

ABC Sports Soccer Bowl 1980 Halftime: Entrevista com Pelé e Sylvester Stallone(vídeo)


Pelé e Sylvester Stallone, duas das principais estrelas do filme Fuga para a Vitória, por vezes, estiveram juntos dando entrevista para promover o filme antes do seu lançamento em 1981, como no vídeo abaixo, no intervalo do jogo do campeonato de futebol de 1980, entre Fort Lauderdale e New York Cosmos.

domingo, 18 de janeiro de 2015

Ninguém tem mais gols, títulos e... estátuas do que Pelé...

Pois é, além da obra única e inigualável no futebol, entre todos os atletas de todas as modalidades do esporte, o Rei é o esportista a quem mais estátuas foram feitas em sua homenagem.
Nesta lista estão apenas estátuas, não estão estátuas de cera, bustos, estatuetas e esculturas, que em breve serão mostradas aqui no blog.

Extraído DAQUI
LANCEPRESS! 04/04/2014
Pelé é o jogador mais 'eternizado' do mundo, revela pesquisa sobre estátuas

Pesquisadores da Universidade de Sheffield encontraram 350 estátuas dedicadas a jogadores de futebol. Pelé é o mais homenageado, com 10 estátuas.


A Sporting Statues Project, especializada em informações sobre estátuas relacionadas ao esporte, divulgou o estudo de pesquisadores da Universidade de Sheffield, no Reino Unido, que fizeram o primeiro levantamento de estátuas de jogadores de futebol do mundo. 
Os estudiosos revelaram outra prova da fixação mundial com o esporte pesquisando os mais de 350 monumentos em homenagem a futebolistas. 

Pelé é o atleta mais lembrado, e o Brasil é um dos países que mais "eterniza" os ídolos.

Foram encontradas estátuas de futebolistas em 56 países diferentes, para cerca de 300 atletas diferentes, e 125 são de jogadores anônimos. 

10 obras já foram esculpidas lembrando Pelé, o mais homenageado entre os jogadores de futebol. A Inglaterra lidera o ranking mundial, com 80 estátuas, e outros países também tradicionais no esporte, como Espanha, Holanda e o próprio Brasil, se destacam com mais de 20 monumentos erguidos em cada um.

*Nota do autor do blog:a reportagem original diz 6 estátuas, 
mas existem ainda mais 4 estátuas ( nº 5, nº 8, nº 9 e nº 10) do Rei do futebol que não foram catalogadas, fazendo um total de 10 estátuas.
10, o número eternizado por Pelé. Será coincidência?:-)


Aqui estão elas(clique nas fotografias para ampliar):

1) TRÊS CORAÇÕES, CIDADE ONDE NASCEU PELÉ

Local: Praça do Pelé, Três Corações, Minas Gerais, Brazil
Inauguração: 23/9/1971
Escultor: Lucy Viana
Material: Bronze 
Inscrições na placa: 
 AO REI PELÉ. A HOMENAGEM DOS TRICORDIANOS NO ANIVERSÁRIO DE SUA TERRA NATAL TRÊS CORAÇÕES. 23 - 9 - 1971. PRESIDENTE DA REPÚBLICA EMÍLIO GARRASTAZU MEDICI. GOVERNADOR DO ESTADO RONDON PACHECO. 





2) RODOVIA FERNÃO DIAS, TRÊS CORAÇÕES

Local:Fernão Dias Highway, Três Corações, Minas Gerais, Brazil 
Inauguração: 5/6/2008 
Escultor: Genésio Moura 
Material: Bronze 





3) ESTÁTUA DE DONDINHO (Pai de Pelé) e PELÉ 
Cidade de Três Corações

Local: Parque Municipal, Três Corações, Minas Gerais, Brazil
Inauguração: 15/9/2012
Escultor: Alfonso Barra
Material: Cimento, gesso e ferro com 5 metros de altura
Inscrição: 
HOMENAGEM A JOÃO RAMOS DO NASCIMENTO. << DONDINHO >>. – PAI DE PELÉ –. INAUGURADA EM SETEMBRO DE 2012. FAUSTO MESQUITA XIMENES Prefeito Municipal. SERGIO ROBERTO AUAD Vice Prefeito Municipal. CLAUDINEI FERREIRA Secretrio de Lazer, Turismo e Cultura. ALFONSO BARRA Escultor 



O escultor Afonso Barra (à esquerda) e Pelé
4) Cidade de Santos, estado de São Paulo, Brasil



Local: Avenida Almirante Cochrane, Santos, Sao Paulo, Brazil
Inauguração: 1/7/2008 
Escultor: Hugo Garcia Lucas 
Material: Fibra de vidro



5) CIDADE DE SANTOS, ESTÁTUA EM PEDRA
ESCULTOR :ainda desconhecido( no canto direito da estátua lá embaixo
parece que o primeiro nome do escultor é Daniel) 
LOCAL:Estádio Vila Belmiro




6) CIDADE DE SANTOS
Local: Pele Soccer School, Santos, Sao Paulo, Brazil 
Inaugurada: 16/10/2006 
Escultor: Hugo Garcia Lucas 
Material: Bronze 
Pelé e o escultor Hugo Garcia Lucas

7) CIDADE DE SALVADOR, estado da BAHIA

Local: Esporte Clube Bahia, Itaipava Arena, Fonte Nova, Salvador, Brazil (Braços foram quebrados em 2007. Estatua restaurada e recolocada no mesmo lugar no novo estádio Fonte Nova em 2013)
Inauguração: 7/8/1971
Escultor: Lucy Viana (restaurada por Marcia Magnus)
Material: Bronze
Inscrição: 
PELÉ, EDSON ARANTES DO NASCIMENTO. CONSIDERADO O MAIOR JOGADOR DE FUTEBOL DE TODOS OS TEMPOS E ATLETA DO SÉCULO. 

REINAUGURAÇÃO EM 18 DE AGOSTO DE 2013.







8) RIO DE JANEIRO
Local: Estádio Jornalista Mário Filho (Maracanã), Rio de Janeiro, Brazil 
Inauguração: Planejada para 2015 
Escultor: Victor Henrique Woitschach 
Material: Bronze 




Esta estátua deveria ter sido inaugurada juntamente com a reabertura do Estádio Maracanã para a Copa do Mundo de 2014.


9) Cidade de LUGANSK, UCRÂNIA


Estátua em frente ao Museu Pelé de Lugansk, na Ucrânia

10) ESTÁTUA EM BANGALORE, ÍNDIA



Os indianos têm uma verdadeira adoração por Pelé ( ver AQUI ) e pelo futebol brasileiro,
e em uma combinação um tanto quanto estranha, colocaram lado a lado as estátuas de Pelé, madre Teresa de Calcutá e do Dr. Ambedkar, escritor da constituição da Índia.


Mas se gostam ou não desta estátua, o importante é que alguém teve a iniciativa de homenagear
o melhor entre os melhores, e construiu (ou mandou construir) esta obra.
Quem foi?
Um dia saberemos:-)
Bola e chuteiras gigantes para o Rei do Futebol durante a Copa do Mundo de 2014
Pois é, quem é Rei jamais perde a majestade:-)

segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

FOTO DO DIA: 1º treino de Pelé como profissional no Santos FC

Pelé, então com 15 anos de idade, no seu primeiro treino no Santos FC como jogador profissional.
Ao seu lado o meio-campo Zito, um dos melhores jogadores brasileiros de todos os tempos.
Pelé não precisou de muito tempo para ser contratado pelo Santos.
Bastou uma única sessão de treinos com os jogadores profissionais 
e logo a seguir a esta sessão de treinos, 
os dirigentes do Santos ofereceram a Pelé o seu primeiro contrato como jogador profissional:-)

E o grande pormenor desta história é que Pelé, mesmo com 15 anos de idade,
foi contratado para fazer parte do plantel do time principal:-)


E seis meses depois, Pelé fez a sua estréia no time principal do santos FC(na foto acima à direita).
Para conhecer esta história, clique AQUI

quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

Pelé na NFL?Podia ter acontecido...

Não é nenhuma piada, Pelé se quisesse, poderia ter sido jogador de futebol americano na NFL, como veremos a seguir:-)

Pelé revela que já foi convidado para ser jogador de futebol americano e atuar na NFL


Reconhecido no mundo inteiro pelos seus feitos no futebol, Pelé é mais do que uma celebridade nos Estados Unidos. Conhecido em toda as partes do país, o ex-jogador revelou que já foi convidado para praticar outro esporte de forma profissional em terras norte-americanas.

Em entrevista ao jornal New York Post, o Rei disse que já foi convidado para jogar futebol americano pelo New York Giants.

Provavelmente os proprietários do Giants , ao fazerem o convite, imaginaram Pelé jogando na NFL da mesma maneira que a lenda Joe Namath, a primeira estrela mundial da NFL segundo a CBS News (ver AQUI), havia imaginado: Pelé já com 37 anos de idade, não iria lutar nem tentar bloquear os enormes e fortíssimos jogadores adversários ou correr atrás deles, apenas ia usar os seus pés super talentosos para jogar como kicker, e entrar em campo apenas para marcar os field goals.

E a lógica dos dirigentes do Giants era bastante simples e fazia todo o sentido: se Pelé conseguiu marcar mais de 1000 gols em uma baliza de soccer com "apenas" 2 metros de altura, certamente conseguiria marcar gols numa baliza de futebol americano com 9 metros de altura
E com toda a técnica e habilidade que Pelé tinha em ambos os pés, facilmente e rapidamente o Rei do futebol iria adaptar-se à bola oval.


E além disso, provavelmente os proprietários imaginaram o impacto, a curiosidade e principalmente, a publicidade imediata que a presença de Pelé, uma celebridade conhecida em todos os cantos do planeta, poderia causar em toda a América, e no mundo, jogando pelo Giants.
Seria um golpe de mestre.
Duas lendas de dois tipos de futebol: Joe Namath e Pelé
Os dois ícones do esporte fizeram uma sessão fotográfica
“Ainda me lembro de uma vez que  Joe Namath, me perguntou se eu já havia pensado em chutar field goals (lance em que o atleta de de futebol americano precisa chutar a bola oval e acertá-la dentro do gol em formato de “Y”) na NFL (Liga nacional de futebol americano dos Estados Unidos)."
"Minha resposta para ele foi que eu não podeia marcar nenhum gol jogando com um capacete”, contou Pelé, que recusou o convite para jogar por um dos maiores times da NFL* por considerar a mudança de esporte um retrocesso profissional.
*National Football League (em portuguêsLiga Nacional de Futebol Americano; abreviação oficial: NFL) é a maior liga de futebol americano do mundo, com trinta e dois times nos Estados Unidos. Em termos de renda e número de fãs, a NFL é a maior liga de esportes na América do Norte e uma das maiores do mundo.                                                                                                                                                                                 O valor médio dos clubes avaliado em 2008 era de 1,04 bilhão de dólares, sendo o mais valioso o Dallas Cowboys, que chega a valer 1,612 bilhão de dólares. A divisão mais valiosa da NFL é a NFC Leste, formada por Cowboys, Washington Redskins, New York Giants e Philadelphia Eagles, todos valendo mais de um bilhão de dólares.
Sem contar com as transmissões de TV para outros países, apenas nos Estados Unidos a NFL é exibida por 5 canais de televisão (CBS, NBC, Fox Sports, ESPN e NFL Network) que juntos pagam aproximadamente 3,1 bilhões de dólares por ano pelos direitos de exibição.
Mesmo não tendo aceito o convite do Giants, Pelé disse ao New York Post que sua passagem pelo Cosmos ainda o faz um cidadão de Nova York.
“Quando entrei para o Cosmos, eu me tornei parte de Nova York e ainda sou. Tenho apartamentos na 54ª e na 2ª Avenida, desde 1974. Ainda moro lá. Todo verão eu venho para Nova York. Eu vivo metade no Brasil e metade em Nova York, então eu nunca vejo o inverno”, disse o Rei. “Quando eu mudei para a cidade pela primeira vez com o Cosmos, eu tinha no Central Park uma clínica de futebol, mas não posso mais fazer isso agora, porque muitas pessoas se aproximam de mim. Mas, por isso, eu sou bastante abençoado”, completou.

Comentário do autor deste blog:
eu penso que Pelé seria bem sucedido, porque era um atleta completo.
E a prova de que ele era um atleta completo é que quando concorreu nas várias eleições pelo mundo afora para "o melhor de todos os tempos", Pelé concorreu contra os melhores de cada esporte ( Muhammad Ali, Michael Jordan, Nadia Comaneci e outros deste quilate), e não apenas contra futebolistas. 
E penso que 2 meses de treino com a bola oval seriam suficientes para Pelé não falhar nenhum field goal :-)

Será que Pelé também iria ser o Rei do Futebol na NFL?Isto nós nunca saberemos, mas com certeza Pelé seria uma das maiores estrelas daquela temporada de futebol americano, se tivesse jogado como kicker pelo New York Giants.

Template - Dicas para Blogs