FILME PELÉ ETERNO

FILME PELÉ ETERNO
A prova definitiva de quem é o melhor jogador de sempre

sábado, 30 de agosto de 2014

FILME Os Trapalhões e o Rei do Futebol (1986)





Os Trapalhões, o melhor grupo de humoristas da história da TV brasileira,
também são os campeões de bilheteria nos cinemas do Brasil.
Dos 10 filmes brasileiros mais vistos em todos os tempos, 6 são dos Trapalhões.

Os dez filmes brasileiros mais vistos*

• 1. Dona Flor e seus Dois Maridos, de Bruno Barreto (1976) - 10.735.524 
• 2. A Dama do Lotação, de Neville d'Almeida (1978) - 6.509.134 
• 3. O Trapalhão nas Minas do Rei Salomão, de J.B. Tanko (1977) - 5.786.226 
• 4. Lúcio Flávio, O Passageiro da Agonia, de Hector Babenco (1977) - 5.401.325 
• 5. Os 2 Filhos de Francisco, de Breno Silveira (2005) - 5.319.677 
• 6. Os Saltimbancos Trapalhões, de J. B. Tanko (1981) - 5.218.478 
• 7. Os Trapalhões na Guerra dos Planetas, de Adriano Stuart (1978) - 5.089.970 
• 8. Os Trapalhões na Serra Pelada, de J. B. Tanko (1982) - 5.043.350 
• 9. O Cinderelo Trapalhão, de Adriano Stuart (1979) - 5.028.893 
• 10. O Casamento dos Trapalhões, de José Alvarenga (1988) - 4.779.027
*por número de espectadores

Pelé, que foi o goleiro no filme, com Renato Aragão.
O filme Os Trapalhões e o Rei do Futebol não está nesta lista, mas foi visto por aproximadamente 3.650.000 espectadores.

Na trama, os amigos Cardeal (Renato Aragão), Elvis (Dedé Santana), Fumê (Mussum) e Tremoço (Zacarias) trabalham como faxineiros e roupeiros do Independência Futebol Clube. Devido às disputas de poder entre os dirigentes  (os saudosos excelentes atores José Lewgoy e Mílton Moraes), o técnico da equipe é demitido. 

Por acidente, o escolhido para assumir o cargo é Cardeal. Para surpresa de todos, com o seu louco esquema tático, o time começa a vencer, o que não agrada a alguns dirigentes da equipe. Com a ajuda do repórter esportivo Nascimento (Pelé) e de Aninha (a estonteante Luíza Brunet, como era chamada no trailer), que trabalha no bar do clube, Cardeal e seus amigos lutam contra a desonestidade dos dirigentes.



O filme foi bastante criticado na época, por trazer alguns gestos que não convinham a um filme infantil. Mesmo assim, o filme é uma divertida comédia do grupo. 
O filme está mesmo aqui abaixo.

terça-feira, 26 de agosto de 2014

Pelé o Rei da Propaganda e Marketing

PELÉ The King of Marketing / PELÉ o Rei do Marketing.


Reportagem de 16 de outubro de 2010, extraída DAQUI
Prestes há completar 70 anos, Edson Arantes do Nascimento não pisa nos gramados há mais de três décadas. Mas a grife Pelé ainda se mantém em plena forma no campo do marketing e fatura R$ 30 milhões por ano.

Com a voz suave e pausada, dona Neli vem se desdobrando nos últimos dias para agradecer – e declinar – quem lhe telefona em busca de uma entrevista com o chefe. Na mesa do escritório, estão anotados mais de 238 telefonemas – entre eles o do presidente de Israel, Shimon Peres, e do prefeito de Nova York, Michael Bloomberg, que gostariam de homenagear o chefe de dona Neli no sábado 23, quando ele completa 70 anos.

“Tem pedido de entrevista do Japão, da França, de Hong Kong e até dos Estados Unidos, onde o futebol masculino nem é tão forte assim”, diz Neli Cruz, que, há dez anos, é a secretária particular de Edson Arantes do Nascimento.

Já faz mais de 30 anos que Pelé pendurou as chuteiras e neste período o mundo viu surgir novos craques do futebol – dos franceses Michel Platini e Zinedine Zidane ao argentino Diego Armando Maradona, passando por Ronaldo Fenômeno –, mas nenhum deles alcançou o patamar do eterno camisa 10 do Santos.

Pelé não foi apenas uma máquina de fazer gols. Foram 1.284 no total, sendo 95 só com a camisa da Seleção Brasileira. Ao longo da vida, o Rei do Futebol associou sua imagem a uma centena de produtos e fez de si próprio uma das marcas mais valiosas do mundo.

O mercado publicitário e os especialistas nesse tipo de avaliação dizem que quem quiser explorar a marca Pelé por 20 anos terá de desembolsar nada menos que R$ 600 milhões. Detalhe: isso depois de 30 anos de aposentadoria do craque.

Ao longo da vida, o ex-jogador já emprestou sua imagem para mais de uma centena de marcas e produtos. Vendeu de tapetes a refrigerantes. De aparelhos de tevê a remédio para disfunção erétil. E até hoje Pelé ilustra campanhas publicitárias, participa de eventos e dá palestras.

Só com esse tipo de atividade, o empresário Edson Arantes do Nascimento fatura R$ 30 milhões por ano. Segundo DINHEIRO apurou, Pelé não faz propaganda por menos de R$ 2 milhões.

Neste cachê estão incluídos dois dias de filmagens e fotografias para seis meses de veiculação. Se a empresa quiser tê-lo em algum evento ou que ele participe de palestra, há um adicional de 10% sobre o valor total da campanha publicitária. O que explica tamanho apelo publicitário tanto tempo depois de o craque ter deixado os gramados?

Contratado pela Mastercard desde 2004 para participar de eventos, Pelé nunca tinha estrelado uma campanha publicitária para a marca. No início deste ano, porém, foi a principal estrela da propaganda criada pela empresa para a Copa do Mundo.

No filme, um rapaz tira foto do ídolo e leva para o pai completar um álbum de figurinhas. 
A Mastercard passou meses pensando em quem poderia fazer o papel de ídolo. 
Foi o então chefe do marketing global da marca, Laurence Flanagan, quem sugeriu: 
Por que não Pelé? “Precisou um americano, que não entende nada de futebol, falar o óbvio” lembra Cristina Paslar, diretora de marketing da Mastercard no Brasil.

Poucas empresas que utilizam o craque como garoto-propaganda o fazem na intenção de aumentar as vendas, segundo elas mesmas explicam. “Estamos em busca dos atributos que ele tem como personalidade mundialmente reconhecida”, afirma Hugo Janeba, vice-presidente de marketing da Vivo.

E ele não vê nenhuma contradição entre usar um senhor de 70 anos em campanhas de um segmento tecnologicamente avançado como o de telefonia celular. “Pelé tem 70 anos, mas não pode dizer que não seja moderno”, completa Janeba.

No início do ano, a Vivo produziu um vídeo no qual o último gol do craque é marcado com a camisa da Seleção Brasileira. Resultado: o filme teve mais de dois milhões de page views na internet.

“Agora vamos fazer uma versão de três minutos dando parabéns pelos 70 anos”, diz Janeba. E prossegue. “Pelé é um exemplo de vida, é um cara muito simples e sincero. O índice de rejeição a ele é um dos menores do mundo entre as celebridades e os esportistas.”


É o que mostra o levantamento exclusivo feito pela agência de publicidade Y&R para DINHEIRO sobre a percepção dos consumidores sobre a marca Pelé (confira no quadro). “Ele hoje não é um esportista.

“É avaliado na categoria das celebridades e, por conta disso, pode-se associá-lo a qualquer produto, de qualquer marca, de qualquer setor”, explica Marcos Quintela, presidente da agência.

Dos 48 atributos avaliados no trabalho da Y&R, Pelé está acima da média das demais celebridades em 39, como inteligência, originalidade, gentileza, simplicidade, entre outros.

Para profissionais de marketing, Pelé reúne as qualidades que toda marca quer ter. “Pelé é único”, dizem os consumidores. E é isso que a Vivo vai buscar para se diferenciar em um mercado em que tem concorrentes ferozes do calibre de uma Oi ou de uma TIM.

Dona Neli diz que Pelé vai comemorar os 70 anos só com a família, em Santos, onde construiu sua sólida carreira. Uma solidez que vem de longa data.
Em 1969, Pelé excursionava com o Santos pela África e parou uma guerra civil que acontecia no Congo.

As duas forças rivais anunciaram o cessar fogo enquanto o rei do futebol estivesse por lá. Não é para qualquer um, entende?


Quando vi esta entrevista sobre Pelé resolvi pedir autorização a Pepito, o homem que cuida de seus negócios e a resposta foi esta:

O blog é seu e você faz o que achar conveniente. Homenagem não se autoriza se agradece.

Abs,
Pepito

José Fornos Rodrigues (Pepito)
Diretor Geral
+55 13 3212-2200 | Fax: +55 13 3212-2206
Rua Riachuelo, 121 - 3º Andar | Centro - Santos/SP - Brasil | CEP: 11010-911

SAUDAÇÕES PELÉ, PARA MIM É UMA GRANDE HONRA PODER PRESTAR ESTA PEQUENA HOMENAGEM AOS SEUS 70 ANOS.
VIDA LONGA AO REI. DEUS O ABENÇOE.

Fonte: www.istodinheiro.com Por Eliane Sobral
Comentario e Tradução: Roberto Queiroz de Andrade.

Nota do autor (1): 
atualmente, com 73 anos de idade, 
e quase 40 anos depois de abandonar definitivamente o futebol em 1977,
Pelé fatura cerca de 25 milhões de dólares por ano, 
fazendo propaganda para 11 marcas variadas, que são:
Relógios Hublot, New York Cosmos, Santander, Subway, 
EA Sports, Carrefour, P&G, VolksWagen, Santos FC, Fly Emirates e Vivo.

Nota do autor (2): 
na minha opinião, estas 3 propagandas mencionadas no texto acima, 
MASTERCARD, NOKIA (telefonia celular) e VIVO 
são os melhores comerciais que Pelé já estrelou. Vejam os vídeos abaixo:-)

MASTERCARD 

NOKIA - PELÉ

VIVO - O ÚLTIMO GOL DE PELÉ (Making of) 

VIVO - O ÚLTIMO GOL DE PELÉ ( VERSÃO COMPLETA)


Texto em inglês logo abaixo

There are about 70 years to complete, Edson Arantes do Nascimento do not step on the pitch for over three decades. But the Pelé brand is still in top form in the field of marketing and sales of R $ 30 million per year.

With a soft voice and paused, Mrs. Neli has unfolded in recent days to thank - and declining - who calls you in search of an interview with the boss. In the office, are noted more than 238 phone calls - among them the Israeli President Shimon Peres, and New York Mayor Michael Bloomberg, who would like to honor the head of Mrs. Neli 23 on Saturday, when he turns 70 years. 

"There's request for an interview from Japan, France, Hong Kong and even the United States, where soccer is not as strong masculine way," says Neli Cruz, who, ten years ago, is the private secretary of Edson Arantes do Nascimento . 

For over 30 years that Pelé hung up his boots and this time the world saw the rise of new stars of football - the French Michel Platini and Zinedine Zidane to Argentine Diego Armando Maradona, Ronaldo, Ronaldinho, Messi, and others going through - but none of them reached the level of the eternal Santos number 10 shirt. 

Pelé was not just a maker of goals. There were 1,284 in total, being only 95 with the Brazilian national team. Throughout life, the King's Cup linked its image to one hundred products and made himself the most valuable brands in the world. 

The advertising market and experts say this type of assessment that anyone wishing to explore the Pelé brand for 20 years will have to spend no less than $ 600 million. Detail: that after 30 years of retirement from the star. 

Throughout life, the former player has lent his image to more than a hundred brands and products. He sold the soft carpet. From TV sets the remedy for erectile dysfunction. And today illustrates Pelé campaigns, participates in events and lectures. 

Only with this kind of activity, the entrepreneur Edson Arantes do Nascimento making $ 30 million per year. According MONEY cleared, Pelé does not advertise for less than $ 2 million. 

In this cache included two days of filming and photography for six months of placement. If the company wants to have him at some event or that it participates in lecture, there are an additional 10% on the total amount of hype. 

What explains size advertising appeal so long after the soccer star had left the lawns? 

Hired by MasterCard since 2004 to participate in events, Pelé never had starred an advertising campaign for the brand. Earlier this year, however, was the main star of propaganda created by the company to the World Cup in Africa. 

In the movie, a guy takes pictures of the idol and the father takes to complete a sticker album. Mastercard spent months thinking about who could play the role of idol. It was the then head of global brand marketing, Laurence Flanagan, who suggested: why not Pelé? "It took an American who knows nothing about football, talk about the obvious" recalls Cristina Pasli, director of marketing at MasterCard in Brazil. 

Few companies that use the ace as the poster boy make the intention of increasing sales, according to explain them selves. "We are in search of the attributes that he has a world renowned personality," says Hugo Janeba, vice president of marketing for Alive. 

And he sees no contradiction between using a master of 70 years in campaigns to a segment as the technologically advanced mobile phones. "Pelé is 70 years old, but can not say that is not modern," adds Janeba. 

Earlier this year, Live has produced a video in which the last goal of the crack is marked with the Brazilian national team. Result: the film had more than two million page views on the Internet. 

"Now we do a version of three minutes giving congratulations for 70 years," says Janeba and continues. "Pelé is a living example, is a very simple and honest guy. The rate of rejection of him is one of the lowest in the world of celebrities and athletes. " 

This is shown by the exclusive survey done by advertising agency Y & R for the CASH on consumers' perceptions of the Pele brand (check box)."Today he is not a sportsman. 

"It is rated in the category of celebrity, and because of that, you can associate it with any product, any brand in any industry," said Mark Quinlan, president of the agency. 

Of the 48 attributes evaluated in the work of Y & R, Pelé is above the average for all 39 celebrities, such as intelligence, originality, kindness, simplicity, and others. 

For marketers, Pelé meets the qualities that every brand wants to have. "Pelé, is unique," say consumers. And that's what Live means "VIVO" will get to differentiate them selves in a market that has fierce competitors of the caliber of a Hi, means "OI" or a TIM. 

Dona Neli says that Pelé will be celebrating 70 years with just family, in Santos, where he built his solid career. A strength, that comes from long standing. 

In 1969, Pelé tour with the Santos Football Club (Santos Futebol Clube) in Africa and stopped a civil war happening in Congo. 

The two rival forces announced a ceasefire while the king of football was there. Not for anyone, understand? 

When I saw this interview on Pelé decided to ask permission to Pepito, his secretary and the answer was this: 

The blog is yours and you do what you find convenient. Homage is not authorized. We give thanks. 

Abs, 
Pepito 

Jose Rodrigues Ovens (Pepito) 
Director General 
+55 13 3212-2200 | Fax: +55 13 3212-2206 
Rua Riachuelo, 121 - 3rd Floor | Centro - Santos / SP - Brazil | CEP: 11010-911

FOR ME IS A GREAT HONOR, GIVE THIS TO YOU FOR YOUR 70 YEARS BIRTHDAY.

LONG LIVE KING. GOD BLESSES YOU.


Source: By Eliane Sobral www.istodinheiro.com 
Commentary and Translation: Roberto Queiroz de Andrade.

sexta-feira, 22 de agosto de 2014

Pelé e os videogames - No FIFA 14, na XBOX, Pelé é melhor do que Messi... mas apenas por 1 ponto???


Sendo o melhor jogador do ranking do videogame FIFA 14
Pelé tem 95 pontos 
(95 para a velocidade, 
93 para o drible, 
88 para o chute, 
87 para o passe, 
81 para o cabeceio e
64 para as características defensivas) 
superando Messi por apenas um ponto. 
Já Cristiano Ronaldo, o segundo melhor entre os jogadores atuais, aparece empatado com Paolo Maldini, ambos com 92 pontos.

A EA Sports, responsável pelo videogame FIFA 14, elaborou o ranking levando em conta cada jogador no auge da sua carreira.

No auge da carreira Pelé sempre esteve, nunca perdeu a Majestade, e desde os 17 anos de idade
foi sempre a estrela principal em todos os times que jogou
(Santos, Brasil e Cosmos). 

Resta saber se realmente houve algum ano em que Pelé não esteve no auge:-)

Vamos às notas que o FIFA 14 atribuiu ao Rei e ao melhor do mundo atualmente:

Nos 6 requisitos básicos referidos acima, o FIFA 14 diz que Messi é "melhor" nos dribles e nos chutes, mas na minha opinião é bastante forçado, porque o repertório de dribles e chutes do Rei 
(com os dois pés) é infinitamente superior ao do argentino.
Também talvez por ser Messi a cabeça de cartaz do videogame, não o quiseram deixar muito atrás :-)

Em algumas propagandas do jogo, Pelé aparece atrás de Messi, como na foto abaixo,


mas pelos vistos, o FIFA 14 achou melhor não colocar um súdito à frente de um Rei
e nota-se claramente que o ombro direito de Pelé está à frente do ombro esquerdo de Messi:-)

Mas há outros pormenores que até dão vontade de rir, quando dão a nota 81(???) a Pelé 
pela impulsão ou cabeceamento, 

ou 84 pela qualidade de passe, entre outras "notas baixas" em outros fundamentos que o Rei dominava completamente.
O ranking do vídeogame também diz que Pelé era fraco a defender.
Pra início de conversa, Pelé tinha sempre 2 adversários destacados para marcá-lo:um diretamente e outro na cobertura, quando não eram três adversários.

É lógico que Pelé defendia, pensem bem:Pelé era o primeiro a defender, 
afinal "prendia" 2 (ou 3) adversários lá trás, porque nenhum treinador adversário era suficiente maluco para deixá-lo sem marcação apertada, certo? 

Mas deixemos os argumentos de lado e vamos aos fatos: 


VELOCIDADE (speed), NOTA 95 
(eu estou de acordo com o ranking do videogame)


DRIBLE (dribbling), nota 93 
( esta nota tinha que ser pelo menos igual ou mais alta que a de Messi)




CHUTE (shoot & free kicks), nota 88 
( Messi não faz metade e tem nota 89, por que???)

TOP 10 FREE KICKS

60 CHUTES

TOP 10 - CHUTES COM O PÉ ESQUERDO

PASSES (passes ), nota 87 
( simplesmente ridícula esta nota )

50 passes e assistencias perfeitas



CABECEIO (HEADING) , nota 81 
( nota 81??? )


DEFENDER (DEFENSE) , nota 64 
( realmente, os responsáveis pelo videogame FIFA 14 não fizeram o seu trabalho de casa direito, 
e nem viram este vídeo abaixo)


E nem se deram ao trabalho de ver que Pelé também jogava  como GOLEIRO. 
(CLIQUE AQUI) para ler a reportagem e a crônica.


Além disto, Pelé tinha muitas desvantagens em relação aos dias de hoje,
como podem ver no vídeo abaixo.


E agora, a cereja no topo do bolo.
Para quem teve a paciencia de assistir a todos os vídeos acima, 
DESCUBRA no vídeo abaixo, se existe alguma diferença entre:
verdadeiro PELÉ dos vídeos acima x o Pelé do FIFA 14 do vídeo abaixo:-)


Se Pelé era praticamente um jogador de futebol completo, 
que dominava todos os fundamentos do futebol beirando a perfeição e tem nota 95
como é possível Messi ter nota 94
se não jogou e nem fez metade do que o Rei fez???
Como eu sempre escrevo aqui no blog, 
é impossível comparar Pelé com qualquer outro jogador de futebol, 
vivo ou morto...
...e penso que este ranking abaixo é o que está mais próximo do Rei Pelé.

sábado, 16 de agosto de 2014

Pequena biografia de Pelé pela ESPN



Pele, King of Football
By Gentry Kirby
Special to ESPN.com

"Se você usar a palavra perfeita, Pelé está quase lá. Ele foi o maior jogador de futebol na história deste jogo, " 
disse a ex-estrela da Alemanha Ocidental Franz Beckenbauer no Sports Century da ESPN Classic.


Franz Beckenbauer é considerado o melhor defesa central da história do futebol.
"Heróis andam sozinho, mas eles se tornam mitos quando enobrecem a vida e tocam os corações de todos nós", disse o ex-secretário de Estado dos EUA Henry Kissinger"Para aqueles que amam o futebol, Edson Arantes do Nascimento, geralmente conhecido como Pelé, é um herói."


O secretário de estado dos EUA, Henry Kissinger era o 2º homem mais poderoso do planeta em 1975
(o 1º era o presidenete dos EUA, of course), era fã de futebol e fã declarado de Pelé.
Pelé. Um nome curto no comprimento, mas longo em importância. Há muitas histórias que explicam que o nome veio, mas ninguém pode explicar o fenômeno.

Tudo começou no sertão do Brasil, onde um rapaz apelidado Dico estava jogando seu jogo favorito melhor do que qualquer das outras crianças da vizinhança. Um dia, os outros meninos começaram a chamá-lo de Pelé. Ele não sabia de onde veio o nome, uma vez que não tinha qualquer significado em Português, mas ele não gostou. Dico lutou com as outras crianças a pensar que o nome Pelé era um insulto. Não importa. O nome pegou.

Pelé aos 10 anos de idade


Pelé, o atleta, saiu do nada também. Em 1958, as pessoas ligoram a televisão para assistir a primeira transmissão internacional da Copa do Mundo. Telas pretas e brancas tremulavam como um magro de 17 anos de idade, brincando com a imaginação e entusiasmo, correu círculos em torno de veteranos. Até o final dessa Copa do Mundo, o nome de Pelé tinha sido atirado em todo o mundo.


Nos anos 1960 e 1970, Pelé viajou o mundo com seu clube Santos e sua equipe nacional do Brasil, a entreter multidões com a sua marca mágica de futebol. Ele marcou 1.281 gols em sua carreira de 22 anos. Mas você não tem que vê-lo a acreditar nele. Seu nome tornou-se um mito que viajou para os confins do mundo. O mundo queria tocar, para testemunhar Pelé.

Além de Muhammad Ali, nenhum outro atleta poderia rivalizar com a magnitude de sua popularidade.



Na Nigéria, uma trégua de dois dias foi declarado na guerra com o Biafra para que ambos os lados pudessem vê-lo jogar.

O Xá do Irã esperou três horas em um aeroporto só para falar com Pelé.
Uma pesquisa realizada no início de 1970 mostrou que o nome de Pelé ficou atrás apenas da Coca-Cola como a marca mais popular na Europa.

Façanhas de Pelé em campo só aumentaram sua fama. Em 19 de novembro de 1969, ele marcou seu 1000 º gol, um feito sem precedentes, que foi comemorado com entusiasmo no Brasil. Mas ele teve que compartilhar as manchetes do dia seguinte porque os americanos haviam pousado na lua.

Edson Arantes do Nascimento nasceu em 23 de outubro de 1940 filho de Dondinho e Dona Celeste na cidade pobre de Três Corações, no estado de Minas Gerais, no sudeste do Brasil. O pai de Pelé foi um jogador de futebol profissional local, que realizou a distinção de marcar cinco gols com a cabeça em um jogo.

Pelé aos 14 anos no Bauru Atlético Clube, sentado em cima da bola

Pelé criou a sua própria reputação como um jogador de futebol com o Bauru Atlético Clube. Suas habilidades foram notados por um ex-jogador de Copa do Mundo, Valdemar de Brito, que o levou para Santos, na costa do Brasil. Em sua primeira temporada completa no Santos, ele marcou 32 gols. Logo depois, com 17 anos de idade foi selecionado para a Copa do Mundo de 1958 no Brasil.


Aos 17 anos venceu sua 1ª Copa do Mundo
Pelé perdeu os dois primeiros jogos do torneio na Suécia com uma lesão no joelho. Ele recuperou o tempo perdido ao marcar o gol da vitória nas quartas de final e um hat-trick nas semifinais. Depois de dois gols de Pelé na final, seus companheiros de equipe levantaram a criança prodígio em seus ombros e comquistaram o primeiro troféu Jules Rimet de seu país.

Dramaturgo brasileiro Nelson Rodrigues foi o primeiro a chamar Pelé de "o Rei".
Jornalista João Luiz de Albuquerque falou sobre o impacto do desempenho de Pelé: "Ele era a luz no fim do túnel todos os pobres, disse, ei, esse cara fez isso, eu posso fazer isso Ele trouxe o resto do Brasil com ele.. . "

O novo rei do futebol foi homenageado com ofertas recorde de times europeus, incluindo uma oferta de milhões de dólares por Inter de Milão, da Itália. As propostas extraordinárias fizeram o presidente brasileiro Jânio Quadros decretar Pelé um "tesouro nacional".

Com a fama recém-descoberta seu jogador de top, o Santos virou os Harlem Globetrotters do futebol internacional, com Pelé recebendo uma grande parte das verbas. Ele tornou-se o atleta mais bem pago do mundo, com uma renda anual estimada em US $ 150.000.

Com o Santos Futebol Clube, Pelé visitou e encantou 59 países
Para todas as suas façanhas com Santos na década de 1960, Pelé sofreu com as Copas do Mundo de 1962 e 1966. Ele sofreu uma lesão na virilha, em um jogo que antecedeu o torneio de 1962, no Chile. Enquanto Pelé marcou um gol na vitória por 2-0 sobre o México no primeiro jogo, ele agravou a lesão no jogo seguinte da competição, contra a Tchecoslováquia, e foi deixado de lado para o resto do torneio. Seu substituto, Amarildo, o substituiu admiravelmente, marcando três gols e o Brasil defendeu com sucesso sua coroa.

Pelé voltou ao palco mundial, em 1966, o Brasil foi atrás de uma terceira Copa do Mundo consecutiva sem precedentes. No entanto, o infortúnio assombrou-o novamente como uma lesão, limitando-o a dois jogos. O Brasil perdeu dois dos três e não conseguiu passar da primeira rodada.

Indo para a Copa do Mundo de 1970 no México, houve perguntas que cercaram o legado de Pelé. Ele falou sobre as críticas em Pelé: His Life and Times . "Eu queria colocar para acabar de uma vez por todas, a idéia de que eu não podia entrar numa Copa do Mundo sem me machucar", escreveu.

O rei do futebol foi fiel à sua palavra durante a competição de três semanas, marcando quatro gols e distribuindo seis assistências. Brasil bateu a Itália por 4-1 na final com gol de Pelé ser 100º do país na história da Copa do Mundo. Tarcisio Burgnich, o defensor que marcou Pelé na final, disse: "Eu disse a mim mesmo antes do jogo, ele é feito de pele e osso como qualquer outra pessoa. Mas eu estava errado."
Em 1970, Pelé ergue a Taça Jules Rimet, após vencer a sua 3ª Copa do Mundo.
Pelé foi o primeiro a ser três vezes campeão do mundo, e com a vitória o Brasil garantiu o direito de levar para casa o troféu Jules Rimet.

Em 1974, o jogador apelidado de Pérola Negra jogou seu último jogo pelo Santos. Ele havia pensado em aposentadoria, mas um negócio ruim deixou $ 1 milhão em dívidas. Principais times europeus procuraram o Rei. Mas Pelé também recebeu uma oferta do New York Cosmos da North American Soccer League.

"Foi realmente ridículo pensar que Pelé, o maior jogador de todos, ia acabar jogando para esta pequena equipe ridícula em Nova York para 1.500 pessoas", disse Clive Toye, o gerente geral Cosmos.
"Mas eu disse a ele para não ir para a Itália, não vá para a Espanha, pois tudo o que você pode fazer é ganhar um campeonato. Venha para os EUA e você pode ganhar um país."

Em 1975, Pelé assinou um contrato de US $ 2,8 milhões de três anos com o Cosmos. Sua presença na NASL ajudou a impulsionar média de público por quase 80 por cento a partir de 1975 (7597) para 1977 (13.584).

Onde o NY Cosmos jogava, os estádios enchiam para ver Pelé
Depois de liderar o Cosmos para o campeonato da liga em 1977, Pelé jogou seu último jogo. Em um dia sombrio no Giants Stadium, Pelé, que jogou uma metade para o Cosmos e a outra metade para o Santos, marcou o seu gol final. Um jornal brasileiro observou sobre a atmosfera do dia chuvoso, "mesmo o céu estava chorando."

Depois de Pelé se aposentou, ele pegou a sua energia como atleta e colocou em sua carreira como um garoto-propaganda mundial e embaixador do futebol. Ele também foi comentarista de TV, escreveu colunas em jornais, e representou produtos como Coca-Cola, MasterCard e Viagra, e até mesmo se meteu na política, quando se tornou ministro do Esporte do Brasil, em 1994.

Depois de quase 40 anos desde seu último jogo oficial, ainda hoje Pelé não pode visitar qualquer país, sem que multidões o cerquem.

Cena comum na vida de Pelé desde os 17 anos:onde ele chega, as pessoas se aglomeram.
Quando um repórter perguntou se a sua fama era comparada com a de Jesus Cristo, Pelé respondeu: "Há partes do mundo onde Jesus Cristo não é tão bem conhecido."


Reportagem original da ESPN em inglês AQUI

Template - Dicas para Blogs